Vida em planetas de 4a dimensão – 2/3

Transcrição

Vida em planetas de 4ª dimensão

Mensagem espiritual gravada em Portugal – parte 2

Meus irmãos, o tempo te procura, o tempo te busca, o tempo desperdiçado terminou. Hoje, todos vós estais numa fase de encontro, sensifica que aquilo que antes era extremamente difícil de ser contatado e extremamente difícil de ser conhecido, hoje isso vem ao vosso encontro, ao vosso encontro dentro de leis, dentro de mecanismos absolutamente independentes da história, da cultura, da educação.

Todos vós atualmente já sabeis disto, criai então um ser real do que é natural, daquilo que é absolutamente natural do contato que irá acontecer. É justamente por isso que a unidade de cósmica que alhures (em outro lugar) sempre que a unidade de um planeta se encontra preparada e sempre que um ciclo por sua vez está inscrito em ciclos maiores terminam, é natural que grandes portas, que grandes portais se abram.

Justamente por isso guardai-vos do elogio. O elogio é algo que não existe em planetas superiores. Em planetas de 4ª dimensão, basta isso, não há elogio, essa vibração é agressiva, exceto em casos muito raros em relação aos quais alguém estar a precisar de ser reconduzido a uma processão correta daquilo que é, porque alguém está deprimido, porque alguém não está alinhado, seja necessário lembrar a essa pessoa as suas qualidades, os seus méritos, a doação que já realizou, a síntese que já transporta em si.

Exceto nestes casos pontuais, o elogio é sempre uma vibração agressiva. É uma vibração que é emitida por alguém sobre outra pessoa elogiando e, essa vibração vai se fixar na aura, essa vibração vai entrar na mente e poderá desestabilizar o processo de entrega a impossibilidade e assim, vocês vêm claramente que o elogio não está no vosso caminho. Vocês vêm claramente que quando estamos a bombardear alguém com essa energia, se essa pessoa não está ainda preparada, nós estamos a contribuir para desequilibrá-la.

As hierarquias intergalácticas não lidam, não são premiáveis a essa energia, inclusive para usar o termo energia é fazer uma incidência, porque como sabeis, uma energia é inteligente, é consciente, está continuamente ao serviço do plano.

A vibração relacionada com as adorações anacrônicas, a vibração relacionada com eixo de devoção, não estão a serviço do plano. As hierarquias intergalácticas sabem, sentem, vibram o que são e sabem porque são, o que são e sabem donde vem a qualidade daquilo que são, porque essas consciências, não vivem separadas de coisa nenhuma. Estas consciências não vivem para si mesmas, são esferas um quanto consciências, são esferas totalmente transparentes à esfera maior, o fundo são cristalizações momentâneas em dimensões e sub-dimensões da esfera maior. São simples enviados a vós terrestres de superfície, tereis qualidades com esta corrente, deveis trabalhar a vibração relacionada com Úrsula, tanto como vos elogiais uns aos outros, como quando recebeis elogios dos outros.

Para a vossa alma, para essência, é sempre necessário despender uma força maior, uma melhor energia, é necessária fazer maior esforço para manter em equilíbrio os veículos de alguém que está a ser bombardeado com essa frequência de elogio. Então lembrai-vos sempre que estão sublimando o ser de alguém, estais fazendo uma base de energia, estais exigindo um esforço ainda maior desse ser. No seu nível interno, estais exigindo ainda que esse ser, de alguma forma absorva essa energia que é desperdiçada no fundo. Estamos aqui, para levar e para nos entregar-vos ao Pai, só ele contém exímia a qualidade necessária para absorver a vossa adoração. Intermediários são possíveis, sempre houve intermediários, isso acontece porque o próprio Universo, sendo composto genericamente por três planos, tem como o segundo plano, o plano intermediário. Daí tem certo sentido, os Logos, os Mentores Siderais, os Engenheiros Siderais, os Mestres Crísticos, possam cristalizar a vossa adoração quando os adorais e depois reconduzi-la ao Pai, mas isso é o momento de uma página.

Hoje, todos vós, através da sincronia e da sintonia axial com Aorta, todos vós podeis colimar em certo grau com o Pai. Então hoje, não é mais tempo de virar cristalizações pelo menor nível que seja, não é mais tempo de adorar energias, não é mais tempo de adorar outros seres, não é mais tempo de criar deuses. Hoje é tempo de descobrir que por detrás de toda a doçura, que por detrás de toda a bondade, que por detrás de toda a vontade, de toda a beleza e de toda a dedicação, está o Único, simplesmente vós, terrestres de superfície tendes uma relação longínqua, remota com o vosso Criador. Até uns tempos atrás essa relação era utilitária, superior, era um que existia para pedir favores. Hoje a vossa consciência mudou, mas há um aspecto que deve ser consolidado, só o Único, aquele que não tem nome, aquele que é fonte de toda a fonte, aquele que é origem de toda a origem, só o Único deve ser adorado.

Num planeta de 4ª Dimensão por exemplo, qualquer ser que ocupa a faixa média de frequência espiritual deste planeta, produz resultados com sua existência, mais belos, mais simples, mais profundos, mais eficazes do que o mais avançado ser humano. Estou falando de seres humanos normais, o mais avançado de um ser humano normal e então, se um de vós fosse para lá transportado, usando consciência ativa, a consciência tridimensional que vos caracteriza, enquanto seres físicos, astrais, mentais, se um de vós fosse para aí transportado, provavelmente passaria tempo se dirigindo a essas civilizações. Contudo, nesses planetas, a integração de todas as unidades que compõem a consciência una das unidades desses planetas é tão grande, que não se ouve um elogio. Isso não significa que estes seres não estejam vivendo profundamente a sua arte e a arte dos seus semelhantes; não estejam vivendo profundamente a sua ciência e a ciência dos seus semelhantes. É justamente aí que a sensibilidade da alma que é usado a essência do outro e quando este encontro se dá entre os seres, o Pai está presente e o elogio é automaticamente anulado.

Existe uma vibração, existe uma energia, uma corrente de ligação entre o que é inferior e o que é superior que é correta e que vai ser colocada na zona em que vós estais dizendo por vezes o elogio. Essa corrente é a gratidão. Reparai que, onde há gratidão entre dois seres, quando há doação, gratidão entre duas civilizações uma física e outra não física, quando há gratidão ao todo pela qualidade meticulosa essencial da vida, aquilo que vós pretendeis dizer quando estais elogiando, já está incluído, simplesmente é transcendido e não tem porque outra pessoa absorva a energia, que pode não ser correta para ela. Ninguém está a exigir que o outro represente as expectativas do primeiro do que a energia. Na gratidão nós estamos a envolver, na gratidão estamos abrindo, na gratidão há uma sintonia ao nível vibratório. É por isso também, que nós estamos dito tantas vezes que nossa gratidão aconteceu de outros sistemas; a nossa gratidão para convosco é imensa, porque todo o ser que assuma a sua função, todo o ser que assuma verticalmente que vai dar passos, todo o ser que se abra às correntes de extensão, todo o ser que se integra ao plano, é um ser que está a fazer um trabalho com aquilo que é oposto, um ser que também está amando a matéria na medida em que também ama o sagrado, na medida em que também ama o ser iluminado, na medida em que também ama o ser que se liberta da massa que o limita dessa força cega que o prende. Esse é um trabalho sagrado e todos aqueles que trabalham no sagrado para o sagrado, todos aqueles que estão no silêncio, no secreto, no sagrado servindo o senhor Sol, todos esses tem a nossa gratidão. Cede gratos uns com os outros. Porque cada vez que um ser faz um esforço, cada vez que um ser abandona um hábito, ele está a contribuir numa determinada escala para a evolução de todos os outros seres do Universo.

Aqui o exceto é condição de avatar, um avatar já não está limitado, mas todas as outras formas de consciência abaixo dessa, são independentes. Então, quando o nosso irmão opta corretamente, quando o nosso irmão entra no tempo, porque quando vocês optam corretamente, automaticamente o tempo vibra em vós. Quando isto acontece, a sua transformação é a transformação dos outros e é este processo e esta ligação que produz uma bateria, uma corrente e essa corrente que estais alimentando pela gratidão e pelo amor uns com os outros, essa corrente que será integrada à nossa corrente, quando as frequências, o tempo e o momento chegar.

Hoje, é tempo de praticar à memória do futuro, é tempo dos seres terrestres de superfície se abrirem aquilo que dentro deles já é futuro. Do ponto de vista da Ômega, o vosso corpo físico, astral e mental é algo do passado, é algo que está no tempo, é algo que pertence ao arcaico do ponto de vista da vossa Ômega meus irmãos. As vossas vidas tridimensionais são algo arcaico, são algo que pertence a ciclos antiquíssimos, é material relíquia, é material denso, é algo em relação a qual Ômega mantêm uma relação arqueológica. Apesar de haver um trabalho a fazer nesses planos, como já foi dito, mas isto está a ser posto desta maneira, para que vocês se consciencializem do potencial interno da vossa máquina, a Ômega sabe, a Ômega pode, a Ômega detém o código, a Ômega é a chave. Então, quando as vossas opções são corretas, o caminho está aberto e, aí terminava em vocês alhures, do vosso ponto de vista tridimensional, do vosso ponto de vista das vossas consciências tridimensionais, o eixo superior é o futuro e a Ômega é a eternidade. O ser que é hierarquia, o ser que está integrado ao ser que está em excesso.

Como sabeis, há vários planos do tempo. Quando eu olho para vós, eu não vejo os erros em primeiro plano, eu não vejo os desencontros, eu não vejo aquilo que em vós é remitente, e que ainda assim têm os dias contados, Quando eu olho para vós, a zona que é real, a zona que é essência em mim, está em contato com a zona que é essência em vós, o que eu vejo é algo exatamente como eu, é algo exatamente como todos os irmãos que estão a serviço, a serviço na órbita da Terra, o que eu vejo é algo superior, o que eu vejo é uma qualidade, o que eu vejo é uma semente que dará o fruto da potente criativa. Quando eu olho para vós, eu vejo luz, assim também para nós é natural estar aqui na órbita da Terra, também para nós é simplesmente serviço estar aqui na órbita da Terra. É importante que vocês despertem pela memória do vosso futuro, pela memória da vossa eternidade, é importante que situalizem em relação à vossa essência, é importante que dêem à luz a vossa realidade, é importante e este é o momento, é importante que a porta se abra.

Se vocês se concentrarem, verão claramente que existe um ponto em vós que é pura espiritualidade, ele é puro espírito, ele é pura consciência, realizai o vosso ser em função deste ponto, realizai o vosso ser na pura consciência. Nos planos mais internos dessa pura consciência, jamais é pedido que retornais a uma consciência da vossa origem. O nosso conselho é que seja construído aí dentro. Hoje, é lhes dado a possibilidade de contatar a origem da vossa origem. Que a vossa consciência tridimensional se abra a essa indução, a essa corrente, que a vossa consciência tridimensional se abra ao templo, é aí que é para colocar o livre arbitro, é sobre esse altar interno que deveis depositar o livre arbitro, é aí que deveis permitir que ele seja queimado pelo fogo sagrado. Porque se tentarem colocar o livre arbitro noutros pontos, ele vai regressar sempre, a entrega do livre arbitro faz-se sobre essa pedra sagrada, nesse altar interno do corpo lunático. Só aí existe a qualidade que pode receber o livre arbitro e dar-vos em troca algo que é infinitivamente mais liberdade, que é infinitivamente mais libertação de que qualquer tipo de escolha tridimensional, é aí nesse templo interno que está depositada a chama, a vossa chama, é aí que deveis realizar a vossa espiritualidade, é aí onde o mal não entra, onde o mal não tem qualquer hipótese de penetrar. Porque esse ponto é o vosso sacrário, (para usar uma expressão terrestre) é o vosso santo e essa entidade hoje, como sempre, é uma tarefa, essa entidade é um campo para lavrar, é um vestido para costurar, essa entidade é um barco para levar para a outra margem, é algo extremamente prático e objetivo.

Tudo aquilo que é construído fora desse templo, tudo aquilo que é construído fora da vossa consciência lunática, tudo aquilo que é construído na mente concreta, tudo aquilo que é construído nos vossos níveis virados para fora, é para ser lavado, vai na lavagem, não mais vai voltar.

Então hoje, quando se fala em arca, quando hoje se fala em resgate, quando se fala em salvação, criai uma correta consciência de qual era o veículo real, qual é o real meio de transporte desse resgate. As naves vêm para aquele que em si, é nave, as plataformas de recolhimento de seres, vão para aquele que em si é plataforma de recolhimento. A mão que se estende do Alto, vem para aquele que é já no seu interior uma mão estendida para o Alto.

O que vai acontecer, é um processo de integração de semelhantes, é um processo de contato entre semelhantes e semelhantes irão atrair semelhantes, então a abertura é feita no íntimo, na zona onde nada daquilo que é do mundo entrará jamais, esse é o ponto que irá potencializar-se.

Quando vocês olharem, Paris desapareceu e a vossa Londres em cinco minutos não é mais nada, quando a vossa África passar a ser ondas do mar, quando Roma simplesmente não estiver mais lá. Tudo aquilo que envolve de dizer forças de massa, irá entrar num processo de fricção com a realidade, irá entrar num processo de rejeição violentíssimo. Tudo aquilo que envolve em emoção, tudo aquilo que envolve em mente, irá sofrer um choque muito alto, tudo isto evidentemente é elétrico, é elétrico de um tipo de eletricidade que os vossos cientistas não conhecem, mas é elétrico. Nesse momento, o peregrino é consciência em vós, irá calmamente observar o que acontece, irá calmamente observar, as ondas de pânico atravessarem o seu corpo astral, atravessarem a sua mente e escoarem para a terra, porque o peregrino está pronto para regressar ao seu templo. Então, não só o peregrino caminhará para dentro, a caminho do seu templo interno, como o templo interno abrirá as portas de par em par, não haverá dúvidas sobre o ponto a alcançar internamente.

Muitos seres hoje, já trabalharam o sentimentalismo, muitos seres hoje sabem que amar é algo muito mais profundo do que exibir, seja o que tipo de vibração for, muitos de vós tem já laços seguros com os planos internos. Muitos de vós, são neste momento parte de nós.

Todas as redes em dogma interna do planeta, que tem sido vida para vós, internos tridimensionais como cidades ocultas, toda esta rede de energia, todos estes canais de transformação, de comunicação, estão aqui, não para aqueles que são livres dos laços planetários, não para aqueles cuja consciência é da casa do Pai, é ativa no seu interior. Toda esta imensa rede, todo este trabalho é final do mundo, todo este trabalho de condução, de direcionamento, de alimentação interna, é mundo.

Nós temos reparado que muito de vós manténs uma noção justicial, uma noção de ordem e de rigor em relação; por exemplo, a um mister-clã. Contudo uma das características internas desse grande centro, é justamente a capacidade de caos que ele representa e aquilo que é vertido pelo cosmos nesse caos, é uma frequência de amor tão alta, tão sublime, tão límpida, que vós não estais preparados ainda para contatar. Amor é um mister-clã, é algo absolutamente sagrado, é algo hermético, é algo que atrai aquilo que sente, aquilo que pode vibrar simpaticamente como o seu nome. Não se trata de contatar diretamente o amor de um mister-clã, trata-se sobre tudo de reproduzir a escala do cotidiano, o amor de um mister-clã, é porque se trata de uma reprodução e de um reflexo que estamos a utilizar o termo espelho, mesmo quando tratamos de seres humanos terrestres. Cada um de vós espelhará o projeto de um mister-clã, cada um de vós receberá no seu núcleo, cada um de vós receberá no seu centro interno a ressonância de um mister-clã.

Cada um de vós é um mensageiro, mas sois mensageiros não porque ireis falar, não porque ireis reunir pessoas, não necessariamente dessa maneira. Vós sois mensageiros porque automaticamente um mister-clã trabalhará através de vocês, porque as ações de um mister-clã dos outros centros internos planetários, trabalhará através de vocês de uma forma totalmente imprevista.

Hoje, todos vós tendes trabalhos específicos, mesmo no mundo tridimensional, a luz dos centros internos, todo o potencial de Aquário, já está trabalhando através dos vossos olhos, já está agindo através das vossas mãos, já está amando através dos vossos corações e esta é a forma como muito trabalho de limpeza acontece.

Vocês estão usando um nome para esta tarefa. Vocês falam em reflexão, continua sendo a mais autentica e mais séria for a qualidade do vosso relacionamento convosco mesmos, maior é a pureza do espelho, maior é a qualidade refletora do espelho que cada um vós é, maior é o alcance curativo desse espelho. Lembrai-vos que hoje, o que está acontecer, acontece por meios que ninguém no mundo tridimensional conhece, acontece por meios que nem mesmo os seres que habitam algumas dessas cidades interterrestres conhecem completamente. O que está a acontecer inclui leis totalmente desconhecidas até hoje, por que Terra nos seus níveis internos, já tem muito de 4ª Dimensão. Essas leis podem ser aplicadas e então não são seres que estão relacionados com laços, estão presos por laços do mundo, não são estes seres que poderão falar do que está a acontecer e inclusive falar daquilo que está a acontecer, não é necessariamente o melhor caminho.

Como sabeis, falar também é parte do caminho, mas quando sabeis, nas palavras está sempre à superfície de contato com as faixas de frequência baixas, ligadas afinal ao mal e, quando vós faleis, quando eu falo, quando os seres são levados por força das circunstâncias a falar, assim como dose de algo que não é desejável, incluído nas vossas comunicações.

Então a frequência, a finidade, o amor como cada um de vós se relaciona com a sua origem e com a sua essência, a verdade deste relacionamento, vai ditar também a qualidade da vossa procedência em relação a tudo o que é dito e vai ditar também a vossa qualidade na escolha daquilo que é real e daquilo que é ilusão no diálogo.

Quanto mais sensíveis vocês são ao amor, maior é a sabedoria e quanto maior é a sabedoria mais nítida se torna a função do conhecimento, porque o conhecimento em si, não é nada. Existem seres cruéis que têm muito conhecimento, portanto como vêm, os conhecimentos em si nada diz à fonte, nada diz ao Pai. O conhecimento tem uma função, uma função operativa e a qualidade dessa função é ditada pela sabedoria, cuja raiz é o amor.

Não vos aproximais das coisas celestes, não vos aproximais das coisas superiores, se não tens a intenção de remar, não aproximeis do caminho, se não tens a intenção de amar o objetivo desse caminho, Porque, o caminho em si, é apenas caminho, aquilo que vos interessa, não é o caminho, aquilo que vos interessa é o ponto de chegada. Caminho é um meio, como todos vós sabeis. Então não vos deixeis faxinar, não vos deixeis faxinar por nenhum momento, no mesmo momento que é derramado do Alto, estes momentos estão aí, para vossa alegria, para vossa cura, para vossa transformação interior, para a vossa entrega. Não estão aí para seduzir, não estão aí para faxinar. Quando eu falo aqui em faxinar, estou a me referir às implicações negativas desse termo. O contato interno com aquilo que é verdade; faz através de uma limpeza de tudo aquilo que não é verdade, nenhum de vós vai buscar nada a lado nenhum, a verdade que procuram está aí, dentro de vocês, ela aguarda o vosso movimento de pureza.

A verdade que procuram não é uma coisa longínqua, exótica, sideral, cósmica, apesar de ela ser sideral e cósmica, mas antes de mais, meus queridos irmãos, ela é a coisa mais familiar a todos vós, ela é a vossa própria noção de realidade, ela é a vossa própria experiência do que sois, ela é o vosso ser. Não há aqui espaço nenhum para escalas, para padrões, para medidas. À medida que vocês penetram a qualidade de que são, à medida que vocês penetram a qualidade dessa imensa jóia, desse milagre cósmico que é a vossa existência, que é a vossa essência, à medida que vocês entram no núcleo da semente, a semente vai sorrir-vos bem lá no fundo e esse sorriso é a verdade, esse sorriso é o amor, esse sorriso é o Pai, é o Pai dizendo com toda a clareza, olá bem vindo á casa. Mas este mergulho interno deve ser feito, este mergulho interno pode ser feito a qualquer momento, ele não precisa ser feito em ocasião á qual vossa mente tridimensional é mais facilmente polarizada no plano interno.

Este contato com o Pai, com o Pai que vive em vós, pode ser feito quando estamos a lavar a louça, pode ser feito quando estamos a cuidar do jardim, pode ser feito quando estamos calmamente à espera de alguma coisa externa.

Continuais meus irmãos, que hoje de três anos para cá, os vossos elos superiores receberam o tal impulso, a onda de todas as comunicações que atualmente vos falam. Esse impulso produziu uma expansão em tudo aquilo que é interno numa humanidade, é por isso que tudo isto se aparece, se torna muito claro para vós, é por isso que este caminho é tão nítido para vós, é por isso que hoje cada vez menos vocês conseguem a idéia de que as coisas não são assim, é por isso que a vossa mente concreta, se está adaptando ritmicamente, lentamente a estas novas realidades.

Então o sorriso do Pai está cada vez mais próximo, ele está cada vez mais ativo, despertai para Ele, despertai para Ele, por que quanto mais aberta for a vossa consciência ao Alto, mais o Alto é presente na Terra.

error: Este conteúdo é protegido!
Rolar para cima