Razões para um dia feliz – Filipe

Quando assim procede – Pedir amparo a Deus, tratar com respeito aos familiares, observar a natureza, nos certificarmos de que somos todos irmãos entre si, são passos essenciais na direção de um dia feliz. O verdadeiro amigo – É aquele que perdoa sempre, nada exige em troca da nossa amizade, nunca pensa em si mesmo, mas em nós, nos aceitando na condição em que nos encontramos. Verdadeiro amigo, portanto, só Jesus.

Sua crença – Diante da insegurança, da incerteza e da dificuldade, manter o equilíbrio e a fé em Deus. Em momentos de crise, devemos orar, confiar e prosseguir. Verdades – vamos colher o resultado das nossas atitudes e decisões. Diante da dor, é necessário entender a lição divina que Deus nos reserva. Superando as imperfeições, mereceremos um amanhã melhor. Um novo dia – Logo pela manhã, diante das tarefas de um novo dia, afirmar: “Obrigado, Senhor!”.

Quando a dúvida aproximar-se do nosso coração, façamos nossa parte, nos entregando nas mãos de Deus. Dissabores – É necessário entender que estamos colhendo agora a semeadura do dia de ontem. O plantio de hoje, colheremos no amanhã de nossas vidas. Faça sem nada exigir – Lutar no dia de hoje, sem exigir condições, é plantar hoje a boa colheita do amanhã. Mesmo diante da escassez de tempo, devemos nos esforçar nessa direção, inspirados por Jesus.

No momento da dor – Ao enfrentar os impedimentos que impedem a realização dos nossos sonhos, não devemos esmorecer em nossa fé. Quando à noite é mais escura, estamos mais próximos do amanhecer. O erro do próximo – Com facilidade e naturalidade identificamos o egoísmo e os erros do nosso semelhante.

Antes de julgar, ou destacar comentários maliciosos, devemos reavaliar nossas próprias atitudes. Um pequeno detalhe – Mesmo empenhados em fazer o bem, devemos lembrar sempre de refletir sobre algumas das nossas atitudes, que ainda refletem o egoísmo que existe em nós.

A intervenção divina – Quando a dor, a ingratidão e a solidão se apresentarem em nosso caminho, não devemos nos entregar às lagrimas. A dificuldade de hoje será, certamente, a bênção do amanhã. Obrigado Senhor – Em nossas preces, geralmente pedimos facilidades, saúde para a família, a proteção do lar, e ainda outras rogativas.

A maioria de nós não se lembra, porém de agradecer a Deus: “obrigado Senhor”. Suas atitudes – Quando atacamos e ferimos o próximo, estamos lançando em nossa vida as sementes que irão produzir, mais à frente, os espinheiros da dor. Amar ao próximo é semear a harmonia e a paz.

Com saudade – Rever o passado é também uma oportunidade para exercer o perdão. Nossa atitude deverá ser positiva, relembrando apenas os bons momentos, esquecendo as dores e as mágoas vividas. A filha da fé – Cada um na condição em que se encontra, aguarda, o momento providencial em que será auxiliado. A esperança é o medicamento que nos alivia a dor, semelhante ao alimento que sacia a nossa fome.

Não basta querer – Nos limitando na busca de bens transitórios, que ainda não estamos em condições de receber, desperdiçamos o tempo que deveríamos dedicar a Deus, por intermédio da nossa reforma íntima. Sente-se envergonhado – depois de muito tempo de permanência no erro, descobrimos que agimos mal.

Ninguém é possuidor da verdade. Diante da constatação do erro, nos compete repará-lo. Saber esperar – É normal, entre duas pessoas, a ocorrências de desentendimentos. Devemos entender a conduta do próximo, não criticá-lo, expor os nossos argumentos e não impor a ele as nossas condições. Viver e viver – Devemos melhorar o nosso amanhã vivendo melhor o dia de hoje: orar ao despertar, reservar tempo para nos dedicarmos a Deus, enfim, estar sempre atentos para vivermos na plenitude do bem.

A prece e sua parte – Os pedidos que encaminhamos a Deus por intermédio das nossas preces serão atendidos de acordo com nossas maiores necessidades e nunca na ordem que julgamos ideal. Em busca da felicidade – A verdadeira felicidade encontra-se no ato de servir ao próximo. Esse ensinamento, marcante no Evangelho de Jesus, é a verdadeira referência da felicidade.

error: Este conteúdo é protegido!
Rolar para cima